Ayurveda e Disbiose Intestinal

Por Bruna Fornazari

Ayurveda é uma ciência que a todo momento diz sobre a importância de se buscar o Sama Agni, ou seja, o Agni ideal para a digestão.

Com Sama Agni é possível realizar a digestão de forma completa, com degradação das partículas dos alimentos em substâncias que podem ser absorvidas pelo intestino e assimiladas pelo corpo, e que irão nutrir e regenerar os tecidos para a manutenção da vida.

Quando não se tem Agni de qualidade, os alimentos não são totalmente digeridos e os seus resíduos se acumulam no intestino. Esses resíduos, como não estão totalmente degradados, são moléculas grandes e, por isso, não passam (ou não deveriam passar) pelas vilosidades intestinais. Eles se acumulam no intestino como uma massa tóxica, pegajosa e fétida, e sofrem processos de fermentação por bactérias.

O ambiente intestinal, cheio de resíduos alimentares mal digeridos e tóxicos, favorece a proliferação de bactérias patogênicas, em detrimento de bactérias benéficas que contribuem para produção de mais toxinas e de substâncias inflamatórias.

Esse quadro altera a permeabilidade da membrana intestinal, que não é mais capaz de filtrar adequadamente as moléculas que entram na corrente sanguínea, nem de absorver os nutrientes necessários que dependem de uma condição saudável de lúmen e de membrana intestinal para serem transportados para o sangue.

Então, com a alteração da permeabilidade intestinal, macromoléculas mal digeridas podem entrar na circulação sanguínea, assim como toxinas, aditivos químicos, bactérias, vírus, cistos e vermes. Para esse conjunto de fatores dá-se o nome de Disbiose Intestinal.

Quando as macromoléculas, toxinas, aditivos químicos, entre outros, entram na corrente sanguínea, não são reconhecidos pelo sistema imunológico, e, por isso, são considerados invasores pelas células de defesa.

Com isso, o sistema imunológico é acionado constantemente e os subprodutos de diversas reações imunológicas geram um quadro inflamatório sistêmico. Com sinais e sintomas que, com frequência, não recebem a devida atenção do indivíduo, mas que já indicam problemas digestivos, problemas de disbiose intestinal e reações imunológicas.

Sintomas

Os sintomas de problemas digestivos e de disbiose abrangem flatulência, constipação, diarreia, gastrite, dores abdominais, colite, reto colite, problemas de absorção como anemia, hipovitaminose, queda de cabelo, unhas fracas, cansaço, etc.

Os sintomas de reações imunológicas são: edema, cansaço, alergias respiratórias, como rinite, bronquite e sinusite, problemas de tireoide, diminuição de memória e concentração, bruxismo, problemas de sono e de pele, ganho de peso, depressão, ansiedade, artrites, doenças autoimunes, câncer, dentre outras.

Agni

É visível, portanto, que a disbiose intestinal é uma das portas de entrada para muitos processos de doença. Mas como evitar que esse desequilíbrio se instale?

Segundo o Ayurveda, recuperar o Agni é vital para tratar qualquer processo de doença. Com uma boa digestão não há formação de toxinas, a flora intestinal é benéfica à saúde e favorece a absorção de nutrientes, a membrana intestinal é preservada e filtra as moléculas que entram e o sistema imunológico relaxa e é somente ativado para proteger o corpo nos momentos necessários, como em gripes e viroses.

Ações positivas

Não comer sem fome, fazer escolhas alimentares apropriadas para cada metabolismo e na quantidade adequada para a saciedade, sem que exceda seu limite. Cozinhar com especiarias, mastigar bem os alimentos, se concentrar na comida no momento da refeição, evitar alimentos incompatíveis e alimentos crus à noite.

Tomar chás digestivos, não beber líquidos gelados, não comer quando estiver com raiva, ansioso ou triste, fazer as refeições num ambiente tranquilo e agradável, tratar a refeição de forma respeitosa, praticar rotina diária de autocuidado (quando estiver equilibrado), acordar e dormir cedo e se exercitar diariamente, são algumas recomendações para se cultivar um bom Agni.

As escrituras de Ayurveda estão em tratados médicos muito antigos e, por isso, é considerado o sistema de saúde mais antigo do mundo. Ao mesmo tempo, seus ensinamentos são muito atuais – o que a ciência moderna somente agora vem comprovando – e altamente aplicáveis para a manutenção e recuperação da saúde.

Bruna Fornazari é 🌿Nutricionista e Terapeuta Ayurvédica | 📚🥦🍒 Contato: (11) 971224737 – Atendimentos na Clínica Soha em São Paulo (Pinheiros) e em Sorocaba-SP

1 comentário em “Ayurveda e Disbiose Intestinal”

  1. Olá,

    Ótimo artigo . Claro, de fácil entendimento.
    Realmente o intestino para mim é “ sagrado “ se algo desconfortável em mim surge, ele ( o intestino) é o sinal de alerta. Jamais como se estou , por alguma razão, com dor de cabeça, ( raríssimo) ou uma emoção menos otimista. Sei que vai ser um desastre. Então espero passar e a fome chega naturalmente.

    Obrigada.
    Angelica

Deixe uma resposta