Ayurveda – Os Sabores do Verão

postado em: Anti Pitta, Dicas | 1

Quando montamos nossas refeições o que é que nós privilegiamos? Alimentos nutritivos ou alimentos saborosos?

Pensando dessa forma fica fácil responder, ao menos é o que se espera ao ler um blog de saúde e alimentação, que façamos a escolha pelos nutritivos primeiro e eventualmente pelos saborosos. Dessa forma vamos colocar a quantidade certa de vitaminas, proteínas, carboidratos e minerais necessários para cada dia de nossas vidas, correto? Bem para o Ayurveda as coisas são um pouco diferentes.

A quantidade certa de nutrientes para o corpo se atrela a quantidade necessária de cada um dos 7 Dathus/Tecidos Corporais. Segue uma lista simples com eles. Um vai se transformando no outro com o uso do Fogo no processo metabólico, conhecido no Ayurveda como Agni. O Agni é responsável pelas transformações de nosso corpo. Quando temos um bom Agni conseguimos metabolizar bem os nutrientes e formar tecidos. Do contrario ficamos entorpecidos e sonolentos pela digestão gerar toxinas, produtos da baixa ação do Agni incapaz de digerir o que foi ingerido.

  

Seu Agni depende de sua energia corporal e do equilíbrio dela. Essa energia se mantem pela simbiose com o meio ambiente, mantendo seus 3 Doshas equilibrados [ver VataPittaKapha]. O Agni é o efeito de um bom conjunto de elementos, principalmente do Pitta no corpo. Com esse Agni você ganha a capacidade de digerir aquilo que passa por você. E quais elementos passam por nós? Aí que chegam os sabores.

Temos 6 distintos sabores e elementos:

 

Essa é a ordem mais comum do uso deles em nosso meio. Comemos muitas coisas de sabor doce (carnes também contam como doce – seu sabor salgado vem do sal que adicionamos do contrário são adocicadas), muito salgado que por seu efeito retentor de líquidos agrava o elemento Água gerando retensão. Bastante ácido no uso das conservas, enlatados, embutidos, vinagre, molhos industriais, pouco picante (repare que molho de pimenta primeiro vai ser ácido para depois ser picante. picante são especiarias em geral), pouquíssimo amargo (rúcula, agrião, jurubeba) e quase nenhum adstringente (suco de cajú, frutas mais verdes, jambolão, folhas verde-escuro).

Os efeitos de cada sabor como descritos na tabela são provenientes dos elementos que o constituem e por conta disso agem mais naturalmente equilibrando ou pacificando um Dosha. Vamos considerar por exemplo o inverno brasileiro, aonde o clima é frio e seco. Nesse período deveríamos evitar alimentos adstringentes e amargos, por serem similares as características do inverno. Privilegiando então os sabores picante, salgado e doce, esquentando e protegendo o corpo do frio e ressecamento.

Então quais são os Sabores do Verão?

O uso do Amargo e Adstringente auxilia nos distúrbios Pitta-Kapha, mantendo o corpo mais seco (principalmente em períodos de Lua Cheia), então as saladas variadas são bem vindas. Ainda para o indivíduo Kapha o uso do picante ajuda a derreter o muco acumulado no inverno e excretar a toxina é sempre melhor do que ressecar só com o uso de adstringentes. O sabor Doce (frutas secas, sementes, raízes) refresca o Pitta dando ao Agni algo para digerir, mantem também o Vata nutrido, este que também pode usar o sabor Ácido para agregar tecidos, facilitando gerar o Plasma com o uso das frutas cítricas, os outros elementos ácidos são de menor valor. Os sabores Salgado e Picante ficam por últimos na lista do que devemos consumir, visto que o salgado vai agregar mais líquidos quentes e o picante aumenta o calor corporal.

No entanto lembremos da máxima do Ayurveda – Nem tudo é bom para todo mundo principalmente o tempo todo. Os esclarecimentos são para nos facilitar a adaptar o Ayurveda ao nosso dia a dia de forma correta. Muita vezes fazemos o uso de pimentas em períodos inapropriados, ou o uso de ervas calmantes do Agni logo antes de deitarmos pra dormir. O uso correto vem da administração do que é bom e até aonde é bom. O que passa disso se torna intoxicante. Podemos tratar indivíduos com alimentos picantes no verão ou ervas frias no inverno, cada caso é um caso.

Três receitas fáceis, refrescantes e que mantém os princípios citados acima:

Suco refrescante: 2 Maçãs(adstringente) + 4-6 tâmaras(doce) + 1 limão (inteiro ou espremido)(amargo/ácido)- Bater tudo no liquidificador com 1/2 copo de água. Pode coar no Voau. Opcional para adicionar Massala Doce ou Massala Chai (picante) para melhorar a digestão

Mix de salada refrescante: 1 xícara de sementes de girassol(doce), 4 jilós(amargos), folhas verde escuro(adstringente), limão(ácido/amargo) – refogue Ghee com Massala Anti Pitta e em seguida adicione as sementes de girassol e os jilós cortados em cubos pequenos. Refogue até que as sementes de girassol estejam quase tostadas com o jiló, desligue o fogo, adicione as folhas, um toque de sal, limão e misture tudo por alguns segundos.

Chai refrescante: 2-4 tâmaras (doce)+1 maçã (adstringente)+1 ramo de coentro(amargo)+Massala Chai (picante) – bata 1 copo de água com a maçã, as tâmaras e o coentro. Ferva a mistura com 1 colher de café de Massala Chai, quando levantar fervura desligue e abafe. Pode coar no pano p/ tomar ou gelar para dias de muito calor.

Busque um Terapeuta Ayurveda para entender melhor qual a dieta apropriada para seu biotipo.

 

 

Uma resposta

  1. Adorei! Parabens pela explicaçāo
    Namastě

Deixe uma resposta