Ghee – Ayurveda e o Ouro líquido.

postado em: Anti Kapha, Anti Pitta, Anti Vata, Dicas | 2

Quando estudamos química na adolescência damos pouca atenção a tabela periódica e suas características elétricas. Estudamos pouco os condutores – materiais que conduzem a eletricidade de uma ponta a outra gerando baixa oxidação para fazer isso. Nesse quesito o campeão é o Ouro e a Prata, que mantém a carga inicial entregue a eles reverberando harmonicamente o que transportam, sem gerar degradação do meio/oxidação. Isso significa mais tempo de vida e com qualidade. Por isso são tão valiosos.

download

Entendendo que condutor significa “Aquilo ou aquele que é responsável por conduzir algo ou alguém” o Ouro e a Prata são materiais altamente responsáveis. Agora adivinha quem, dos alimentos, tem a maior capacidade de ser anti oxidante e guardar suas partículas de forma harmônica por décadas, até centenas de anos, repondo os tecidos nutricionais do corpo de forma integral, gerando qualquer um dos Dathus (tecidos corporais) necessários para manutenção? Que partícula seria essa, capaz de armazenar-se intacta por tanto tempo, sem perder suas propriedades e ainda funcionar como fonte de nutrientes? Quem disse Mel quase acertou, este que faz apenas metade desses processos acima – o mel não repõe alguns dos tecidos corporais (como tecidos nervosos) e não resfria a digestão, podendo causar azia.


O Ghee é nosso “responsável” e tem a capacidade de harmonizar o processo metabólico e gerar qualquer um dos 7 Dathus/Tecidos Corporais necessários para manutenção do corpo. Isso porque ele além de conter uma gama de nutrientes como beta-caroteno, vitamina A, D, E e K, O, esse óleo de cor dourada contém em similaridade as mesmas características do ouro, mantendo as informações do que contém pelo tempo que for necessário, sem que haja oxidação, sem que haja perda.

Para o Ayurveda os óleos medicados com ervas tem seu prazo máximo de 2 anos de validade, salvo o Ghee que pode manter as informações da erva a qual foi medicado por tempo indeterminado. Basta armazenar ao abrigo da umidade. É dito também que ao fazer um Ghee puro de uma vaca criada solta, devemos guardá-lo em moringa/pote de barro, vedando com argila e armazenando por 25 anos enterrado a sete palmos. Diz-se que “consumir um ghee de 25 anos cura qualquer doença”. Na Índia alguns estabelecimentos vendem o Ghee já envelhecido, separado por datas. Um Ghee bem armazenado é considerado “envelhecido” após 5 anos. Mas quanto mais tempo maturar melhor.

Enquanto não envelhecemos nosso Ghee, vale ainda sim trocar os óleos tradicionais de cozinha por ele. Soberano na escolha, não contém lactose ou qualquer produto da toxina do leite. O processo da fervura da manteiga sem sal faz com que ela comece a separar-se, sua água+lactose/gorduras ruins+óleos puros – começam a se separar do outro. A água por evaporar, gerando como excreção uma espuma densa no topo, resultante do desprendimento das gorduras do óleo puro. Com a constante fervura essa espuma começa a solidificar-se, formando uma nata espessa e branca, enquanto que a água vai reduzindo, e quando a água evapora o suficiente para que todos os minérios e gorduras pesadas se desgrudarem dos óleos puros, temos o Ghee e uma espessa sujeira no fundo. Esse Ghee passa então por um processo de filtragem em tecido fino e temos nosso Ouro lïquido.

 

Aqui na Samkhya a gente dá sempre um leve toque de cúrcuma pura na produção de nosso Ghee. Para cada cada 18kg de Ghee receberam 30 gramas e cúrcuma. Não é o suficiente para medicar o Ghee, mas traz a ele mais um pouco dos efeitos da cúrcuma, sem saturar para ninguém. Agora é comprar um terreno em terras puras em alguma serra do seu estado, e começar a cavar o berço para seu Ghee envelhecer! Manter o corpo livre dos oxidantes como alimentos industrializados é o básico, o mínimo seria trocar nossos óleos oxidados por um Ouro líquido – O Ghee.

dsc_4372

 

2 Respostas

  1. Margaret deMagalhães Borba

    Eu estou adorando conhecer sobre este tipo de alimentação.

  2. Excelente informações … estarei mais atenta ao habitos … estas dicas são preciosas para nós que sofremos com a azia e queimação. Obrigado por compartilhar!!!

Deixe uma resposta